Jan Van Eyck

Livros 50 Artirts - Van Eyck 1O pintor holandês Jan Van Eyck atingiu a maestria em pinturas a óleo, com uma técnica quase desconhecida até então, em seus retratos realistas e imagens reluzentes de madonnas, tendo sido por um longo tempo considerado o inventor da técnica. Ele criou o famoso “Altar Ghent” com seu irmão Hubert.

Como pintor da corte do Duque Burgúndio Philip “o Deus”, Jan Van Eyck partiu em uma difícil missão diplomática para a longínqua Lisboa. O grupo deveria preparar o terreno para o casamento do duque com Isabela de Portugal. A tarefa de Van Eyck era retratar a noiva para que o duque pudesse vislumbrar Isabela antes do casamento.

O artista pintou dois retratos da jovem mulher. A princesa provavelmente não era particularmente atraente e foi assim que Van Eyck a retratou. Ele reproduzia as pessoas com suas qualidades e fraquezas: dignas, porém com seus narizes grandes e pele ruim, suas rugas e olhos sonolentos. E apesar disso, era muito requisitado como retratista, tendo muitos governantes e ricos burgueses o contratado para que os pintasse. E, ao final, seus retratos, apesar de tudo, não impediram o casamento de Philip “o Deus” com Isabela.

Livros 50 Artirts - Van Eyck 2Um brilhante pintor a óleo

Quando Jan Van Eyck sobretudo pintou a Madonna com sua criança, seu pincel trouxe à tona sua pureza e beleza. Suas imagens de Maria com suas vestimentas ricas sobressaíram-se nas igrejas góticas, sérias e graciosas, ou sentadas ao trono, iluminadas pela gentil luz do sol. Ninguém tinha sido capaz de colorir tão magicamente antes de Van Eyck.

Anteriormente, os artistas usavam têmperas maçantes principalmente porque não conseguiam capturar as cores leves de um véu transparente ou o brilho aveludado de tecidos caros. Van Eyck, contudo, usava tinta a óleo, uma técnica que ainda era nova e a qual ele aprimorou como ninguém. Isto permitiu a ele mostrar belas transições, a emprestar luz aos rostos, o peso aveludado aos tecidos e fazer outras texturas brilharem transparentes.

O irmão mais velho de Jan

O irmão mais velho de Jan Van Eyck, Hubert, foi também um famoso pintor. Em um dos seus maiores trabalhos, o “Altar Ghent”, é possível que ele tenha até superado seu irmão Jan. Hubert provavelmente começou a pintar o políptico, com Jan envolvendo-se num estágio posterior. Quando os painéis laterais do altar são fechados, ele mostra uma cena da “Anunciação”; quando aberto revela uma figura central com a “Adoração do Cordeiro”. Jan completou o altar depois que seu irmão morreu e também pintou sobre muitas das ideias de Hubert. Hoje, é difícil decidir quais anjos ou santos, peregrinos e figuras rezando são de Jan ou Hubert.

Livros 50 Artirts - Van Eyck 3Biografia

1390 – Jan Van Eyck nasceu em Maaseyck próximo a Maastricht

1422 – Torna-se pintor na corte do Conde Johann III da Holanda, em Haia

1425 – Começa a trabalhar para o Duque Philip Burgúndio “o Deus”

1425 – Uma secreta viagem diplomática o leva à Itália

1426 – Seu irmão Hubert morre em Ghent

1428/29 – Van Eyck viaja para Lisboa, pintou um retrato da Princesa Isabela

1430 – Compra uma casa em Bruges

1436 – Faz uma longa viagem, provavelmente à Terra Sagrada

1441 – Morreu em 23 de junho em Bruges

Dicas de leitura:

Norbert Schneider, Jan Van Eyck, Frankfurt, 1997

Edwin Hall, The Arnolfini Betrothal, Berkeley, 1997

onlinelogomaker-021715-2136

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »